Aparelho que não se atualiza torna-se incompatível com as novidades do sistema: isso vale de celulares às pessoas.

Vou começar explicando pelos celulares, não sou boba! São muito mais simples que pessoas.

A base dos sistemas se atualizam automaticamente, sem que haja desejo ou demanda. Daí o celular pergunta para você, nada democraticamente: quer atualizar seu sistema agora ou hoje à noite? Não há como ignorar, pode acreditar. Já tentei. E ele insiste. Depois te ameaça com a seguinte mensagem: “caso você não atualize, os dados de seu aparelho não “rodarão” frente a atualização automática do sistema” (algo assim).

Vou contar o que aconteceu com o meu celular quando não obedeci e nem acreditei nessa mensagem. Eu estava satisfeita com o que ele estava me oferecendo, não queria mudar nada. Melhorar nada. Estava tudo bastante cômodo e bom para mim.

Pois bem. Travaram todos os aplicativos. O sistema não “conversava mais” com eles. Tornaram-se incompatíveis. Não se relacionavam mais. Perderam ligação. Conexão.

Isso é fácil supor.

Conosco, com o nosso corpo, nossas relações, nossa mente acontece o mesmo. Se não nos mantivermos “upload”, atualizados nos tempos que vivemos, tudo vai se tornando incompatível. Nada funcionará bem.

Deixar em dia o aparelho de memória, o sistema cardiorrespiratório, o aparato psíquico e seus vínculos, é garantir minimamente o bom funcionamento e pertencimento das novas configurações.

Envelhecer é o que fazemos todos nós, dia a dia. E se atualizar, você também tem feito?

 

Malka B. Toledano

Fonoaudiologa e Psicanalista

malka@projetonish.com.br

nish

Author nish

Mais posts de nish

Deixe uma resposta